Jul 26
























































Calendário para pagamentos do Abono Salarial e dos Rendimentos do PIS - Exercício 2011 / 2012
Nascidos emRecebem a partir deRecebem até
Julho11 / 08 / 201129/06/2012
Agosto17 / 08 / 2011
Setembro24 / 08 / 2011
Outubro14 / 09 / 2011
Novembro21 / 09 / 2011
Dezembro28 / 09 / 2011
Janeiro18 / 10 / 2011
Fevereiro20 / 10 / 2011
Março27 / 10 / 2011
Abril10 / 11 / 2011
Maio17 / 11 / 2011
Junho22 / 11 / 2011

written by administrador

Jul 25
Presidente de entidade patronal (SINDJORI) demite diretor do Sindicato em meio à negociação
O proprietário do Jornal de Piracicaba e presidente do Sindicato patronal de Jornais do Interior, Marcelo Batuíra, demitiu na tarde desta quinta-feira (dia 21) o diretor do Conselho Fiscal do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, Carlos Eduardo Luccas Castro, que é funcionário da empresa. A demissão ocorreu em plena campanha salarial, semanas depois de uma manifestação da redação contra a mudança no plano de saúde. Na ocasião os jornalistas pararam suas atividades por uma hora.
A atitude truculenta demonstra o tipo de empresário que gere os negócios da Comunicação no Brasil, que não aceita a crítica ou funcionários que reivindicam seus direitos. “A demissão do diretor em meio à campanha salarial é uma atitude autoritária de pessoas pouco afeitas ao convívio democrático e ao diálogo”, diz o presidente do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, José Augusto Camargo (Guto).
Segundo o dirigente, o Sindicato enviará uma carta à empresa exigindo a reintegração do diretor. Caso ela não se efetive, o Sindicato tomará medidas judiciais. “É inaceitável este tipo de atitude contra os trabalhadores e, sobretudo, contra um representante eleito pela categoria para representá-la nas negociações”, diz Guto. Escrito por: Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

BMK é a primeira gráfica de segurança Carbon Free do Brasil
A BMK, especializada em impressão de documentos de segurança e transpromocionais, acaba de neutralizar todas as suas emissões de carbono do ano de 2010 iniciando o plantio de árvores na Amazônia com o monitoramento mensal de seu crescimento através da consultoria Green CO2. De acordo com Eduardo Conde Filho, gerente de marketing da BMK e responsável pelo projeto dentro da empresa, o objetivo é conseguir neutralizar o máximo possível de emissões de gases de efeito estufa. Este ano que passou a BMK emitiu 1221 toneladas de CO2 e esta plantando 6155 mudas para neutralizá-las. Portal Fator Brasil

Solteiros têm mais dificuldades para enfrentar a aposentadoria do que casados
SÃO PAULO – Solteiros têm mais dificuldades para enfrentar a aposentadoria do que os casados. Estudo aponta que 51% das pessoas que vivem sozinhas, entre os 66 e os 69 anos, correm um sério risco de passar por dificuldades na aposentadoria. Já entre os casais na mesma faixa etária, são 23% os que possivelmente terão dificuldades.
O estudo, realizado pelo National Bureau of Economic Research, também mostrou que as mulheres que não completaram o colégio possuem maiores riscos de passar por dificuldades financeiras antes de morrer. Cerca de 73% dessas mulheres enfrentarão problemas na aposentadoria.
Escolaridade
A pesquisa mostrou que tanto a escolaridade quando o fato das pessoas serem solteiras ou casadas influenciam em sua situação financeira no período da aposentadoria.
Comparando mulheres que não completaram o colegial, entre as solteiras, 27% possivelmente terão dinheiro suficiente para viver a aposentadoria. Já entre as casadas, o percentual sobe para 68%. Se formos avaliar apenas o grau de instrução, percebemos que entre as solteiras, com superior ou mais, 60% não terão dificuldades na aposentadoria. Entre as casadas, com nível superior, a porcentagem chega a 86%.
Em relação aos homens solteiros, a escolaridade não parece ser tão importante. Entre os que possuem colegial incompleto, 60% não terão problemas na aposentadoria, já os que tem superior ou mais, a taxa vai para 65%.
A variação mais importante, porém, ficam entre os casados e solteiros com nível superior, isso porque, entre os casados com superior ou mais, mais de 83% não terão problemas na aposentadoria. Fonte: Infomoney

TST nega justiça gratuita a sindicato que não comprovou necessidade
A assistência judiciária gratuita é dirigida às pessoas físicas cuja situação econômica não lhes permita custear as despesas do processo sem prejuízo do próprio sustento ou da família. Em se tratando de pessoas jurídicas, embora se admita a concessão do benefício, exige-se, para tanto, a demonstração cabal da impossibilidade de arcar com as despesas do processo. Decisão nesse sentido prevaleceu na Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho, ao negar o pedido formulado pelo Sindicato dos Empregados no Comércio de Campinas, Paulínia e Valinhos (SP).
O sindicato ajuizou ação civil pública requerendo a concessão de medida liminar para impedir que a empresa HSJ Comercial S.A. exigisse trabalho de seus empregados no feriado do dia 12 de outubro de 2008, com fixação de multa cominatória e outras incidências. O juiz concedeu a liminar e fixou multa em caso de descumprimento no valor de R$ 1 mil por empregado que viesse a trabalhar ou que sofresse qualquer constrangimento nesse sentido.
No ano seguinte, antes da análise de mérito, o sindicato juntou aos autos pedido de desistência do feito. Homologada a desistência, o juiz condenou a entidade de classe no recolhimento das custas processuais. Não satisfeito, o Sindicato recorreu ao Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (Campinas/SP) pleiteando os benefícios da justiça gratuita e a consequente isenção do pagamento das custas.
O Regional negou o pedido de isenção. Segundo o TRT, aos sindicatos de classe não se estendem os benefícios da justiça gratuita, com isenção de custas. “A definição legal de pobreza corresponde à situação em que a pessoa não está em condições de pagar as custas do processo sem prejuízo do sustento próprio, consoante parágrafo 3º do artigo 790 da CLT, previsão que não se compatibiliza com a situação do autor”, registrou o acórdão.
O sindicato recorreu, sem sucesso, ao TST. Alegou ser desnecessária a apresentação de declaração de pobreza para ter acesso ao benefício da justiça gratuita, de acordo com o previsto no artigo 18 da Lei nº 7.347/85. O ministro Vieira de Mello Filho, relator do recurso de revista na Primeira Turma, considerou descabido o pedido fundado apenas na declaração de fragilidade econômica, sem a devida comprovação. Segundo ele, a dispensa de comprovação de pobreza somente é cabível para pessoas físicas. A decisão do ministro se deu em conformidade com diversos precedentes da Corte. Fonte: TST

Jorge Caetano Fermino

written by FTIGESP

Jul 25
O proprietário do Jornal de Piracicaba e presidente do Sindicato patronal de Jornais do Interior, Marcelo Batuíra, demitiu na tarde desta quinta-feira (dia 21) o diretor do Conselho Fiscal do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, Carlos Eduardo Luccas Castro, que é funcionário da empresa. A demissão ocorreu em plena campanha salarial, semanas depois de uma manifestação da redação contra a mudança no plano de saúde. Na ocasião os jornalistas pararam suas atividades por uma hora.
A atitude truculenta demonstra o tipo de empresário que gere os negócios da Comunicação no Brasil, que não aceita a crítica ou funcionários que reivindicam seus direitos. “A demissão do diretor em meio à campanha salarial é uma atitude autoritária de pessoas pouco afeitas ao convívio democrático e ao diálogo”, diz o presidente do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, José Augusto Camargo (Guto).
Segundo o dirigente, o Sindicato enviará uma carta à empresa exigindo a reintegração do diretor. Caso ela não se efetive, o Sindicato tomará medidas judiciais. “É inaceitável este tipo de atitude contra os trabalhadores e, sobretudo, contra um representante eleito pela categoria para representá-la nas negociações”, diz Guto. Escrito por: Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

written by FTIGESP

Jul 25
ECONOMIA I – O percentual de famílias endividadas no mês de julho ficou abaixo do apresentado no mês anterior, segundo a Peic nacional (Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor), realizada pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo). Ao longo do mês, a parcela de famílias brasileiras endividadas ficou em 63,5% - em junho, o percentual era de 64,1%. Porém, os números subiram em relação a julho do ano passado, uma vez que a variação no período era de 57,7%.

ECONOMIA II – O total de cheques devolvidos por falta de fundos (segunda devolução) durante o primeiro semestre chegou a 1,93% dos documentos emitidos em todo o país, segundo a consultoria Serasa Experian. Este foi o maior percentual apresentado em seis meses desde igual período de 2009, quando houve 2,30% de devoluções. Apenas no mês de junho, o percentual de cheques devolvidos foi de 1,93%, menor que os 2% de devoluções em maio, mas acima dos 1,75% vistos em junho de 2010. Fonte: Blog do Luis Nassif

EDUCAÇÃO I – Administração é o curso que mais formou bolsistas do Programa Universidade para Todos (ProUni) desde a sua criação em 2004: 23.429 graduados. Em seguida, na lista dos cursos que mais formaram profissionais pelo programa, aparecem pedagogia (13 mil), direito (11 mil), enfermagem (7,7 mil) e ciências contábeis (7,4 mil).

EDUCAÇÃO II – Balanço divulgado pelo Ministério da Educação (MEC) aponta que no total 174,5 mil pessoas já se graduaram pelo programa. Há ainda 464 mil bolsistas ativos atualmente. Pode participar do ProUni o aluno que cursou todo o ensino médio em escola pública ou estabelecimento privado com bolsa. Também é necessário ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2010 e atender aos critérios de renda do programa.

EDUCAÇÃO III – Para o primeiro semestre de 2011, 1 milhão de candidatos se inscreveram para disputar uma das 92 mil bolsas ofertadas. Ainda está prevista uma terceira chamada, que será divulgada pelo MEC na próxima segunda-feira (25). Fonte: Agência Brasil

INSS: publicado decreto que autoriza antecipação de metade do 13º para agosto
Brasília - O Diário Oficial da União publica hoje (22) decreto que autoriza a antecipação de metade do décimo terceiro salário em agosto. O crédito para cerca de 24,6 milhões de beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) será depositado entre os cinco últimos dias úteis de agosto e os cinco primeiros dias úteis de setembro.
Ano passado, 23,6 milhões de beneficiados receberam a primeira parcela antecipada do décimo terceiro, o que representou uma injeção de recursos de R$ 9 bilhões na economia dos municípios, de acordo com dados do Ministério da Previdência.
É a sexta vez que a Previdência paga antecipadamente uma parcela dessa gratificação. A primeira foi em 2006, resultado de acordo firmado entre governo e entidades representativas de aposentados e pensionistas.
Os segurados do INSS podem acompanhar o calendário de pagamentos de 2011 pelo site da Previdência Social. Cartazes com o cronograma também foram distribuídos à rede bancária e às agências de Previdência Social.
Dúvidas sobre as datas do pagamento também podem ser esclarecidas por meio da central 135. A ligação é gratuita a partir de telefones fixos ou públicos e tem custo de chamada local, quando feita de celular. Agência Brasil

Sete em cada dez brasileiros consideram que a cor ou raça influencia o trabalho
Rio de Janeiro - Mais da metade da população brasileira (63,7%) reconhece que a cor ou a raça exerce efeitos diferentes nas relações cotidianas. A constatação é de pesquisa divulgada hoje (22) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
De acordo com o estudo, o trabalho, citado por 71% dos entrevistados, é a situação cotidiana que mais sofre influência da cor e da raça. Em seguida, aparecem as relações com a polícia/Justiça (68,3%) e no convívio social (65%). O levantamento foi feito em 15 mil domicílios de cinco estados e no Distrito Federal, em 2008.
A Pesquisa das Características Etnorraciais da População: um Estudo das Categorias de Classificação de Cor ou Raça foi feita no Amazonas, na Paraíba, em São Paulo, no Rio Grande do Sul, em Mato Grosso e no Distrito Federal. Do total dos entrevistados, 96% souberam se autoclassificar.
Edição: Talita Cavalcante // O título e a matéria foram alterados para esclarecer e acrescentar informações

São Paulo (SP): 57 mil vão receber atrasados do INSS no dia 10
A Justiça Federal liberou R$ 364,5 milhões para o pagamento de atrasados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). No total, 57.225 segurados do país receberão a grana, que será paga no dia 10 de agosto. Esses segurados ganharam, na Justiça, uma ação de concessão ou de revisão de benefício contra a Previdência Social.
Para ter direito, é preciso que o processo tenha sido finalizado, sem a possibilidade de recurso por parte do INSS. Além disso, nesse lote estão incluídos apenas os atrasados de até R$ 32.700 --valor que corresponde a 60 salários mínimos (R$ 545, hoje)--, também chamados RPVs (Requisições de Pequeno Valor).
A grana será depositada no Banco do Brasil ou na Caixa Econômica Federal. Para saber se vai receber a bolada e em qual dos dois bancos o dinheiro será depositado, o segurado deve consultar o site do tribunal do Estado onde entrou com a ação. Agora SP

Número do cartão de saúde será obrigatório para atendimento no SUS
SÃO PAULO – O número do CSN (Cartão Nacional de Saúde) passa ser obrigatório para que os profissionais do SUS (Sistema Único de Saúde) realizem procedimentos ambulatoriais e hospitalares.
A regra está prevista na nova portaria do Ministério da Saúde, publicada nesta quinta-feira (21) no Diário Oficial da União. Com a medida, os pacientes do SUS terão a base de seu histórico de atendimento acompanhado por qualquer unidade de saúde do País a partir de 2012.
Atendimento integral ao cidadão
O objetivo do ministério da Saúde é melhorar o tratamento dos pacientes, principalmente pelo acompanhamento de seu histórico médico, além de promover a qualidade de vida dos usuários.
Em maio deste ano, o órgão já havia publicado outra portaria que regulamenta o Sistema Cartão Nacional de Saúde, por meio de um número único, válido em todo território nacional.
“A identificação dos usuários das ações e serviços de saúde é extremamente importante. Só assim poderemos garantir uma atenção completa ao usuário. Isso permite a organização da rede, das ações e da disposição dos serviços de saúde”, afirma o secretário de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, Odorico Monteiro.
Prazo
Entre janeiro e março de 2012, todos os formulários de AIH (Autorização de Internação Hospitalar ) e Apac (Procedimento Ambulatorial), além do BPA-I (Boletim de Produção Ambulatorial Individualizada), trarão um campo específico para ser inserido o número do cartão.
Segundo o ministério, o prazo foi estabelecido para dar tempo aos gestores para organizar e estruturar as redes de atendimento.
Nenhum paciente que não tiver o número em mãos será prejudicado. Os estabelecimento de saúde vão solicitar o número e, caso a pessoa não tenha, será realizada uma pesquisa no banco de dados do SUS, o DataSUS (Departamento de Informática do SUS). Mas, se o usuário não tiver o cadastro, ele será feito na hora.
Novidade: cadastro dos recém-nascidos
Para a próxima sexta-feira (22) está prevista uma portaria que prevê a utilização dos registros inseridos no Sinasc (Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos) no cadastramento dos usuários do SUS.
O objetivo é que cada recém-nascido, nascido em maternidade pública ou privada, possua um registro eletrônico de saúde.
Já os cadastros inseridos no SIM (Sistema de Informações sobre Mortalidade) também deverão ser aproveitados para desativar o registro de saúde.
“Com a obrigatoriedade do cartão nos vários registros do SUS, estamos criando mecanismos para facilitar a universalização e a integralidade das ações e serviços de saúde”, ressalta Odorico Monteiro. A medida também limita ações de fraudadores, que utilizam o registro de pessoas falecidas.
Ouvidoria
O Ministério também elaborou medidas no sentido de melhorar a atuação dos profissionais de saúde. Passará a ser necessário que os médicos registrem os contatos do paciente, para que a Ouvidoria do SUS possa, por exemplo, estabelecer um acompanhamento da satisfação do usuário.
Com o contado dos pacientes, o ministério pretende pesquisar o nível de satisfação dos usuários em relação ao serviço prestado. Infomoney

Plural - 15 anos de inovação e liderança na indústria gráfica brasileira
No dia 20 de julho, a Plural completa 15 anos de dedicação ao que existe de melhor e mais moderno na indústria gráfica mundial, com liderança e inovação no mercado brasileiro.
Com parque gráfico localizado em Santana de Parnaíba e 33.500 m² de área construída, a Plural é hoje a maior indústria gráfica com rotativas offset da América do Sul e a de maior capacidade produtiva do Brasil. São 11 impressoras rotativas de última geração e uma capacidade instalada de 1,5 milhão de cadernos de 16 páginas impressas por hora.
Por oito anos consecutivos, está em primeiro lugar no ranking de capacidade produtiva da Análise Setorial da Indústria Brasileira de Gráficas com Rotativas Offset, estudo realizado pela consultoria AMSG para a Abigraf – Associação Brasileira das Indústrias Gráficas e ABRO - Associação Brasileira de Empresas com Rotativas Offset.
Desde sua fundação, está sempre à frente em inovações, com investimentos em tecnologia de ponta, especialização em serviços e produtos, iniciativas sustentáveis e no aprimoramento de sua relação com clientes, fornecedores, profissionais e comunidade.
Serviços
Atuando nos mercados editorial, comercial, catálogos, billings e transacionais, a Plural produz revistas, livros, tabloides, catálogos, pôsteres, gibis, encartes comerciais, envelopes, pré-impressos e autoenvelopados, com rapidez e qualidade. Fonte: Plural

Jorge Caetano Fermino

written by FTIGESP

Jul 22
A Justiça Federal liberou R$ 364,5 milhões para o pagamento de atrasados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). No total, 57.225 segurados do país receberão a grana, que será paga no dia 10 de agosto. Esses segurados ganharam, na Justiça, uma ação de concessão ou de revisão de benefício contra a Previdência Social.
Para ter direito, é preciso que o processo tenha sido finalizado, sem a possibilidade de recurso por parte do INSS. Além disso, nesse lote estão incluídos apenas os atrasados de até R$ 32.700 --valor que corresponde a 60 salários mínimos (R$ 545, hoje)--, também chamados RPVs (Requisições de Pequeno Valor).
A grana será depositada no Banco do Brasil ou na Caixa Econômica Federal. Para saber se vai receber a bolada e em qual dos dois bancos o dinheiro será depositado, o segurado deve consultar o site do tribunal do Estado onde entrou com a ação. Agora SP

written by FTIGESP

Ir para página início  471 472 473 474 475 476 477 478 479 480  última