Dez 15
Go to: UNI Graphical home page.....                       
14/12/2008....                       

"A atual perseguição de sua empresa contra os trabalhadores de R.R. Donnelley que apóiam os Teamsters é extremamente negativa. Por favor, não permita que sua posição contrária aos direitos  democráticos afete suas operações no estrangeiro, manchando e minando a imagem de todos os americanos”.                                   

Sr. Thomas J. Quinlan                                                                             
R.R. Donnelley                                                                                     
III South Wacker Drive                                                                             
Chicago, Illinois 60606                                                                           

Em nome dos 1.4 bilhões de membros da Irmandade Internacional dos Teamsters e dos  60 mil membros da GCC, protestamos veementemente em vista de outro exemplo dos preconceitos anti-sindicais de sua empresa, desta vez no Brasil. Um trabalhador e representante sindical da fabrica de RRD em Santa Rita, Brasil, foi suspenso por convocar uma reunião sindical.  
De acordo com a legislação brasileira e os padrões laborais internacionais, o delegado  Sergio Ricardo de Almeida tinha o direito de convocar dita reunião e havia informado sobre a mesma à gerência, como correspondia.  A pesar disto, os supervisores pressionaram os trabalhadores para que não assistissem a reunião, com o intuito explicito de debilitar o sindicato. Pedimos, insistentemente, que se anule imediatamente a suspensão Sergio de Almeida  e que o senhor ordene aos gerentes que ponham um fim às atitudes e
ações anti-sindicais.
"A atual perseguição de sua empresa contra os trabalhadores de R.R. Donnelley que apóiam os Teamsters é extremamente negativa. Por favor, não permita que sua posição contrária aos direitos  democráticos afete suas
operações no estrangeiro, manchando e minando a imagem de todos os americanos”.                                                                                       
Junto com a UNI G, nos juntamos aos trabalhadores gráficos de todo o mundo para reafirmar nossa pedido de um diálogo. Sergio deve ser reincorporado ao seu trabalho  e qualquer perda de salário resultante de sua injusta suspensão deve ser reembolsada, enquanto que a RRD deve reconhecer que a liberdade de associação dos trabalhadores deve ser respeitada.

Sinceramente,                                                                                     

James Hoffa, Presidente Geral                                                                     
George Tedeschi, Diretor                                                                           
Conferencia de Comunicações Gráficas                                        

written by administrador

Jun 03
UNI e GCC-Teamsters entregaram uma carta à gerência de Donnelley, na casa matriz de Chicago Delegados de UNI na Casa Matriz de Donnelley, em Chicago. Dezenas de trabalhadores de R.R. Donnelly, dirigentes de sindicatos de 10 países da América, Asia e Europa e do GCC-Teamsters e representantes de UNI Gráficos Sindicato Global apresentaram a demanda dos trabalhadores na casa matriz de R.R. Donnelly, localizada no centro da cidade de Chicago. “Viemos aqui para nos reunir com Thomas Quinlan, gerente executivo de R.R. Donnelly, porque há trabalhadores desta empresa que têm sido discriminados por tentar ser membros do sindicato”, disse Joe O’Connor, Vice-presidente do GCC-Teamsters.

“Nosso objetivo é construir um diálogo sobre a responsabilidade social da empresa e melhorar suas relações com os trabalhadores”. Joe O´Connor, Presidente do Grupo de Trabalho e Vice-presidente do GCC-Teamsters e Michel Muller, Presidente de UNI Gráficos, tentando entrevista com Thomas Quinlan.

No começo deste ano UNI lhe enviou uma carta a Thomas Quinlan solicitando uma reunião para discutir a respeito das normas internacionais de trabalho, evitando que os trabalhadores que desejam sindicalizar sejam discriminados e intimidados. Durante a visita a casa matriz de RRD, representantes de UNI e da GCC tentaram falar com a assistente de Quinlan, lhe dando uma cópia da carta. “Preocupa-nos muito que uma empresa como Donnelley se recuse a respeitar o direito à sindicalização e à negociação coletiva”, expressou Michel Muller, Presidente de UNI Gráficos. “Não podemos entender o desinteresse de Thomas Quinlan por estabelecer um diálogo construtivo com os Teamsters e UNI Sindicato Global. Os acionistas de Donnelley deveriam ficar preocupados por esta atitude.” R.R. Donnelly é um gigante da indústria gráfica, com filiais em todo o mundo.

UNI Sindicato Global representa a 15 milhões de membros, em mais de 300 países.
Para mais informações, por favor contate  Adriana.rosenzvaig@uniglobalunion.org

written by administrador

Jun 03
Companheiros
Por favor, sigam ao seguinte link para ver um vídeo de 5 minutos sobre
nossa campanha em R.R. Donnelley.
No dia 14/05/2008
http://www.youtube.com/v/XlUUzw7FW3Q&hl=en

written by administrador

Jun 03
Chicago, Illinois, 15 de Maio do 2008 A Segunda Conferencia Global do Grupo de Trabalho em Donnelley, reunida em Chicago no dia 15 de Maio de 2008, condenou as políticas anti sindicais da empresa, e em particular as ações recentes levadas a cabo na sua filial de Pontiac, Illinois, que são contrárias às normas internacionais de trabalho e aos estándares laborais dos Estados Unidos de Norte américa. O Grupo de Trabalho foi informado de que trabalhadores na filial RR Donnelley em Pontiac, Illinois, tentaram formar um sindicato com o GCC/IBT (Graphic Communications Conference/International Brotherhood of Teamsters). A empresa assediou, ameaçou e intimidou os trabalhadores dizendo que a matriz seria fechada e que perderiam os clientes. A empresa também deu a impressão de que está vigiando as atividades sindicais dos trabalhadores e ameaçou em fazer represálias por essas atividades. Os participantes na Conferencia expressaram a solidariedade internacional com os trabalhadores de RR Donnelley em Pontiac, Illinois, com os ativistas sindicais e com o GCC/IBT, comprometidos em esforços de sindicalização. O Grupo de Trabalho demanda que RR Donnelley cesse de forma imediata com suas táticas de impedir que os trabalhadores formem um sindicato, respeite o direito e à liberdade sindical e à negociação coletiva, e que permaneça neutra ante a qualquer atividade de sindicalização e reconhecimento sindical.  O Grupo de Trabalho se compromete a garantir o respeito aos trabalhadores e os direitos sindicais em qualquer parte do mundo em que a empresa desenvolva suas atividades. Grupo de Trabalho Global UNI @Donnelley

written by administrador

Jan 01
A primeira rodada de negociações entre a FTIGESP (Federação dos Gráficos do Estado de São Paulo) e o Sindicato Patronal (SINDIGRAF) será realizada nesta terça-feira, dia 7, em São Paulo. A categoria reivindica 6% de aumento real, aumento da PLR conforme aumento tabela de reposição, além de avanços em itens como cesta-básica, horas extras e férias. (Confira as principais reivindicações abaixo)

A diretoria do Sindicato dos Gráficos de Jundiaí e Região irá reforçar as negociações com a Federação para avançar nas conquistas.

Para o presidente da FTIGESP, Leonardo Del Roy, não há justificativa para não haver aumento no salário dos trabalhadores este ano, pois nos últimos anos as empresas tiveram lucros significativos.

Outro ponto que será debatido na mesa de negociação será a alta rotatividade que tem reduzido drasticamente o salário dos trabalhadores e diminuindo a força dos Sindicatos. "A rotatividade só traz lucro para os patrões e nenhum benefício à categoria", afirma Leonardo.

PRINCIPAIS CLÁUSULAS DE MELHORIAS DA PAUTA

- INFLAÇÃO: 100% de reposição;

- AUMENTO REAL: 6%;

- HORAS EXTRAS: 100% dias normais e 130% aos domingos e feriados;

- PLR: Aumento na tabela conforme reposição;

- CESTA BÁSICA: Melhorias em geral;

- APOSENTADORIA: Com dois anos garantia de emprego e salário;

- FÉRIAS: Garantia de emprego por 60 dias, com multa de um salário nominal em caso de demissão;

CLÁUSULAS NOVAS:

- Promoções com aumento salarial;

- Jornada de trabalho para 40 horas semanais;

- Dia do Gráfico (7 de Fevereiro);

- Garantia de trabalho ao empregado acidentado com sequelas e readaptação;

- Auxílio alimentação;

- Estabilidade provisória de 90 dias da data base.

FONTE: CONATIG

written by FTIGESP

Ir para página início  467 468 469 470 471 472 473 474 475 476