Item de NotíciaFTIGESP NEWS // Caos do desabastecimento só teve um culpado: Temer, diz Ftigesp
(Categoria: Geral)
Postado por FTIGESP
06 Junho 2018 - 08:47:58


Federação dos gráficos pede a saída de Temer e eleições com Lula livre

Nas duas últimas semanas, a classe trabalhadora sofreu para chegar ao trabalho e toda a população sofreu com o desabastecimento do gás de cozinha e de alimentos, sem falar da falta de combustíveis nos postos em decorrência do movimento nacional dos caminhoneiros contra todo o aumento de preços do diesel quase que diariamente depois que Temer tomou a Presidência do Brasil há dois anos. No período, já houve 239 reajustes dos combustíveis, bem diferente dos governos Lula e Dilma. O caos em São Paulo também não foi diferente devido a essa nova política de preços da Petrobras, iniciada desde julho de 2016, um mês após a expulsão de Dilma da Presidência. O caos geral, portanto, na avaliação da Federação Paulista dos Gráficos (Ftigesp) só tem um culpado: Temer e deve sair do comando do País e abrir eleições diretas e democráticas.

"A Ftigesp deixa claro que todo o caos que está acontecendo desde que os caminhoneiros decidirem lutar contra altas do diesel está ocorrendo por conta da incompetência e falta de sensibilidade de Temer e todos os seus aliados políticos que apoiaram o golpe no Brasil", diz Leonardo Del Roy, presidente da Federação dos Gráficos. Faltou ao governo aceitar que errou ao atender o interesse do capital internacional quando mudou a política de preços de combustíveis da Petrobras, dando aos acionistas grandes lucros com os aumentos frequentes, enquanto prejudica toda a economia do Brasil e o povo. Foi por isso que o país parou e, sofrendo na pele com aumentos, o povo apoiou o movimento dos caminhoneiros.

Contudo, Del Roy lembra que é pouco comemorar só o congelamento dos preços do diesel, mas é preciso baixar o valor do gás de cozinha e da gasolina e todos os derivados do petróleo, que só ocorrem se mudar a política de preços da Petrobras, erradamente conduzida por Temer. É preciso também lutar pela soberania do Brasil através da não entrega do Pré-sal aos estrangeiros, retornar a produção total das refinarias do país e não vendê-las para os gringos, tampouco privatizar a Petrobras. Tais pautas inclusive foram os motivos da greve de 72 horas dos petroleiros.

Por sua vez, a greve dos caminhoneiros mostrou que Temer também não tem mais nenhuma moral para conduzir o País. Não tem autoridade alguma. Não consegue negociar com ninguém. Nada que fala acontece. Com isso, o caos do desabastecimento de combustíveis e alimentos se perpetuou por semanas, com prejuízos significativos para a população. "Vivemos em uma calamidade pública, de desgoverno, e o responsável único é Temer e todos seus políticos que golpearam a democracia", diz.

"Diante de todo o caos posto, sem falar nas políticas deste desgoverno golpista com o apoio da maioria dos congressistas de partidos de direita que congelou por 20 anos os investimentos em educação, segurança e saúde, e que destruiu 100 direitos dos trabalhadores, defendemos uma saída imediata de Temer da Presidência do Brasil", pontua Del Roy. E, simultaneamente, sejam antecipadas as eleições presidenciais no país de forma livre e democrática. Para isso, o dirigente avalia que só ocorre se libertarem Lula da sua prisão política que o impede de concorrê-las.

Logo, a Ftigesp defende que a decisão de Lula ser ou não presidente do Brasil, não esteja atrelada à estância jurídica, mas através do sufrágio universal. Ou seja, de seja através de uma situação livre e democrática, demandando ao povo a decisão por meio do voto. "Do contrário, realça-se a manutenção de uma prática do sistema atual que tenciona o arbítrio para se manter o poder a qualquer custo, manipulando e tentando impor candidatos da preferência deste segmento das elites", avalia Del Roy. Assim, é necessário eleições livres e dar condições para o povo decidir.


Esta notícia é de
( http://ftigesp.org.br/news.php?extend.2704 )