Nov 29

written by FTIGESP

Nov 29

"Nesta última barafunda eleitoral muito se falou em reforma da nossa Previdência Social, inclusive com a tal capitalização, que tem a simpatia do governo eleito. Para o ultraneoliberalismo resta somente a capitalização individual, cada qual que zele por si mesmo, administrando uma poupança qualquer para garantir o seu próprio futuro. Não existe maldade maior", diz Sergio Pardal Freudenthal, advogado do STIG Santos. LEIA MAIS


FONTE: STIG SANTOS

written by FTIGESP

Nov 28

Ação sindical garantiu direitos da classe. Em resposta, os trabalhadores decidiram se aproximar do sindicato e contribuir financeiramente com a entidade

No final do mês passado em Bauru, foi preciso só quatro dias após a intervenção do Sindicato local (STIG) em defesa da PLR e adiantamento quinzenal dos gráficos da Stilo Paper e Papel e Cor, revertendo falhas lá enfrentadas, para que mais de 80% dos 100 trabalhadores beneficiados mudassem de postura e se aproximassem da entidade sindical. E não só foi isto. Eles, que anteriormente haviam se recusado a descontar um dia de seus salários para contribuir com o sindicato, permitiram tal desconto e também um novo desconto em gratidão à negociação salarial de 2018.

Os gráficos dessas empresas reconheceram o papel do sindicato como sendo o único instrumento de luta da categoria em proteção da própria categoria", endossou Amilton Kauffman, presidente do STIG Bauru. O dirigente estava bem satisfeito com a resposta dada pelos trabalhadores após a resolução rápida do sindicato em defesa da 2ª parcela da PLR deles, que se encontrava em atraso, como também na regularização do pagamento do adiantamento salarial, que atrasava há três meses e nada era informado ao STIG, resolvendo em poucos dias após tomar ciência.

A atitude dos gráficos da Stilo Paper e Papel e Cor, empresas no mesmo parque industrial em Bauru, fazendo a contribuição sindical e assistencial em favor do STIG, fortalece a própria categoria porque dá condições para o sindicato continuar operativo em proteção dos direitos de cada gráfico. "Está provado que quando o STIG atua, junto e com os trabalhadores, atento às suas demandas e necessidades no chão de fábrica, a resposta dos gráficos é positiva", frisa Leonardo Del Roy, presidente da Federação Paulista da categoria (Ftigesp), entidade na qual o STIG Bauru é filiada.

Kaufman espera que o restante dos gráficos também fortaleça o STIG. No caso da Stilo Paper e Papel Cor faltam apenas 19 dos 100 gráficos. Contudo, infelizmente, ainda há muitos trabalhadores na região que não têm apostado na unidade e organização em torno do sindicato da classe. Ao menos em relação a contribuição para fortalecer a entidade, a exemplo de muitos gráficos de grandes empresas, como na Tilibra e na Tiliform. O sindicalista espera que em tempo hábil os trabalhadores mudam de postura, sobretudo frente às dificuldades que aproximam e tendem a aumentar para a classe trabalhadora diante do novo governo.

written by FTIGESP

Nov 27

Os trabalhadores gráficos da empresa Valid que prestam serviço de atendimento e impressão eletrônica nos postos dos Poupa Tempo e Ciretrans receberão no próximo mês de Abril uma Participação nos Resultados equivalente a um salário nominal que cada trabalhador recebe mensalmente. Eles entenderam a importância do Sindicato nas negociações e conscientes da manutenção e importância da luta de classe apresentaram a proposta de repasse de 5% do valor recebido para o Sindicato. LEIA MAIS 


FONTE: STIG SANTOS 

written by FTIGESP

Nov 27

Há poucos dias, depois de três anos de uma batalha judicial iniciada pelo Sindicato dos Gráficos (Sindigráficos) em defesa dos trabalhadores da Rumograf em Indaiatuba, que fechou a empresa sem pagar as verbas rescisórias de ninguém, o 15º Tribunal Regional do Trabalho (TRT) tomou uma importante decisão após a sentença favorável da Vara do Trabalho local. O desembargador Manoel Samuel Ferreira Carradita impediu que fossem retirados do processo, como pediram os advogados da Rumograf, os nomes de sócios da empresa. Com isso, os sócios continuam como responsáveis e os seus bens como garantias do pagamento do passivo, como o imóvel da Rumograf, estimado no valor atual de aproximadamente R$ 2 milhões. LEIA MAIS 


FONTE: STIG JUNDIAÍ 

written by FTIGESP

Ir para página  1 2 3 4 5 6 7 8 9 10  última